LUZES DO ALÉM (White Noise 2: The Light, EUA, 2007)
Gênero: Terror, Suspense
Duração: 99 min.
Elenco:
Nathan Fillion, Katee Sackhoff, Craig Fairbrass, Adrian Holmes, William MacDonald, David Milchard, Aaron Pearl, Teryl Rothery, Vanesa Tomasino, D. Harlan Cutshall
Compositor: Normand Corbeil
Roteirista: Matt Venne
Diretor: Patrick Lussier

Luz fraca

Seqüência de VOZES DO ALÉM é até melhor que o original, mas com boa vontade não passa de uma diversão escapista e despretensiosa

Assim como PREMONIÇÃO e suas continuações, LUZES DO ALÉM (2007) faz parte dessa safra de filmes de horror que acreditam no fatalismo. Ou seja, não se pode mexer com a morte. Uma vez que ela chega, jamais se deve interferir. No caso de LUZES DO ALÉM, temos o caso de um homem cuja esposa e filho são assassinados por um maluco que, depois de cometer o ato, atira em si mesmo. Depois desse traumático incidente, o personagem de Nathan Fillion fica deprimido e tenta o suicídio com overdose de pílulas. Ele é socorrido às pressas e é ressuscitado na sala de emergência. Quando retorna do coma, ele passa a ver uma aura brilhante em algumas pessoas. Com o tempo, ele descobre que as pessoas com a tal aura são as que estão prestes a morrer.

O filme tem pouca relação com VOZES DO ALÉM (2005) e conta com poucos rostos conhecidos no elenco. Nota-se que é um filme de orçamento bem mais baixo que o anterior. Acredito que como o original não fez sucesso no Brasil, optaram por não dar ao filme o título "Vozes do Além 2". Nathan Fillion, o ator principal, é conhecido de quem assistiu a série FIREFLY ou o longa SERENITY, mas eu, pelo menos, não me lembrava dele até ver a sua ficha no IMDB. A simpática Katee Sackhoff é outro nome vindo da televisão, de outra série que eu não acompanho: BATTLESTAR GALACTICA. O diretor é Patrick Lussier, montador de vários trabalhos de Wes Craven e diretor de DRÁCULA 2000 (2000) e suas picaretas continuações.

LUZES DO ALÉM ao menos conta com uma trama melhor que a do filme original. Aliás, diria que esse segundo filme é melhor que o original em quase todos os aspectos, embora isso não seja uma tarefa muito difícil, já que o primeiro, além de ruim, é irritante com seus sustos fáceis e sua barulheira. Esse, pelo menos, não apela tanto para esses sustos e não esconde em nenhum momento se tratar de uma diversão escapista e sem maiores pretensões. Tanto que o filme sequer chegou a ser lançado nos cinemas americanos, indo direto para DVD.

Se LUZES DO ALÉM não é lá grande coisa, ao menos espera-se que nas próximas semanas bons filmes de horror entrem em cartaz nos cinemas brasileiros. Alguns dos mais interessantes são: POSSUÍDOS, de William Friedkin, que está sendo sabiamente vendido como "o novo filme do diretor de O EXORCISTA"; o tailandês ESPÍRITOS 2 - VOCÊ NUNCA ESTÁ SOZINHO, que conta com um trailer arrepiante; 1408, baseado num conto de Stephen King e dirigido por Mikael Håfström; TEMOS VAGAS, com Kate Beckinsale e Luke Wilson; OS MENSAGEIROS, dos irmãos Pang; e a refilmagem de VAMPIROS DE ALMAS, estrelada por Nicole Kidman, que ainda não tem título brasileiro mas que já consta do calendário de estréias do mês de setembro.

Cotação:
Ailton Monteiro
FILME EM DESTAQUE