POR UM FIO (Phone Boot, EUA, 2002)
Gênero: Suspense
Duração: 81 minutos
Elenco: Colin Farrell, Kiefer Sutherland, Forest Whitaker, Radha Mitchell, Katie Holmes, Paula Jai Parker, Arian Waring Ash, Tia Texada
Compositor: Harry Gregson-Williams
Roteirista: Larry Cohen
Diretor: Joel Schumacher

Pesadelo urbano

Premissa do novo filme do diretor Joel Schumacher daria um curta interessantíssimo

Joel Schumacher é um dos diretores mais irregulares da história. É capaz de produzir filmes de primeiro nível com roteiros de má qualidade ou bombas absolutamente inacreditáveis, sustentando-se em boas premissas. POR UM FIO, nova empreitada do cineasta, baseia-se em um argumento de Larry Cohen para mostrar uma das histórias mais originais dos últimos tempos. É onde Schumacher demonstra sua deficiência - embora POR UM FIO possua um tema inquietante, capaz de causar pânico no espectador, sua metragem poderia ser, no máximo, de 40 Minutos. Ao transformar o roteiro em um longa, boa parte do apelo emocional foi jogada no lixo.

Stuart (Colin Farrel) é um publicitário que esconde seus podres, manipulando todos à sua volta. Até que, um dia, atende a uma ligação de um franco-atirador (Kiefer Sutherland) em uma cabine telefônica. Ele diz a Stu que, caso desligue o telefone, ele será morto. Começa então um tremendo jogo psicológico, com o personagem principal sendo vítima de um dos momentos mais difíceis pelo qual alguém poderia passar. Schumacher não deixa suas pirotecnias visuais de fora - divide a tela em 2 por mais da metade da projeção, conseguindo, ainda, ângulos que seguem as linhas telefônicas. Tudo isso é somado à já difícil situação de Stu, criando assim um brilhante jogo psicológico.

Esse jogo envolve completamente o espectador, que se sente na pele de Stu, mesmo conhecendo, então, todos seus podres. Fica impossível torcer por algum final, mesmo havendo um forte clima de tensão no ar. Méritos claros para Farrel, que contrariando sua péssima atuação em DEMOLIDOR, sua frio e convence a todos. Há, porém, algumas importantes falhas de coerência, nas quais o roteiro de Larry Cohen fica vago demais. A polícia poderia, tranqüilamente, matar o personagem de Farrel quanto este pega a pistola, mas mesmo assim não há relevância nenhuma em tal fato. Fora isso, a falha da metragem também pesa.

POR UM FIO possuía uma premissa que daria um curta interessantíssimo, com uma boa direção e um elenco do nível deste longa, iria conseguir um nível de tensão inigualável. Porém, mesmo sendo tenso e psicótico, o filme de Schumacher possui diversas quebras de ritmo e soluções indesejáveis, sendo que poderia ser mais direto e objetivo.

Nada que tire, mesmo assim, os méritos de um filme que não se preocupou com a opinião pública (teve que ficar engavetado por mais de um ano) e conseguiu um sucesso considerável na temporada de blockbusters americanos. Vale no mínimo como curiosidade, mesmo nos deixando uma leve sensação de decepção.

Cotação:
Carlos Massari
FILME EM DESTAQUE