David Raksin

Nascido a 4 de agosto de 1912, na Filadélfia, David Raksin, renomado compositor, regente, arranjador, orquestrador e autor, também é um dos principais porta-vozes da comunidade musical de Hollywood. Raksin descobriu o casamento entre a música e o cinema assistindo a seu pai reger a orquestra que acompanhava os filmes mudos exibidos no Metropolitan Opera House de Filadélfia. Aos 22 anos, George Gershwin recomendou Raksin para a famosa equipe Harms/Chappell, que arranjou praticamente todos os espetáculos da Broadway naquele tempo. Em 1935, Raksin recebeu um convite para ajudar Charlie Chaplin com o score de seu filme Modern Times. Com pouco mais de uma semana de trabalho, Chaplin despediu Raksin por insubordinação. Porém, graças à intervenção do renomado Alfred Newman, Chaplin voltou atrás, e acabou tornando-se um grande amigo do jovem compositor. No ano seguinte, a Philadelphia Orchestra, regida por Leopold Stokowski, interpretou uma peça de sua autoria,  Montage.

Em 1944, Raksin criou um belo tema que seria sua composição mais conhecida, para o filme de Otto Preminger Laura. A música caiu no imediato agrado do público, que exigiu uma gravação comercial. Em poucos meses, 5 artistas diferentes lançaram versões vocais de Laura, uma das canções mais gravadas da história. Nos anos e décadas que se seguiram, Raksin compôs scores para mais de 100 filmes, destacando-se Forever Amber (1947, considerado um dos maiores scores da Golden Age de Hollywood), Force of Evil (1948), The Bad and The Beautiful (1952), Separate Tables (1958), Too Late Blues (1962) e Wild Penny (1968). Para a TV, Raksin compôs para mais de 300 programas individuais, inclusive o tema da popular série dos anos 60 Ben Casey, e várias partituras de telefilmes, como a do famoso drama sobre o holocausto nuclear The Day After (1983).

Seus trabalhos para o teatro incluem 3 musicais, balés, música para peças e a instrumentação original de Circus Polka, de Igor Stravinsky; seus concertos foram interpretados por grandes orquestras, como a Philadelphia Orchestra, New York Philharmonic, Chicago Symphony, Boston Pops, Los Angeles Philharmonic, BBC Symphony, e a San Francisco Symphony. Raksin conduziu no Hollywood Bowl e no Lincoln Center de Nova York. Compôs e narrou por 3 anos uma série de 64 programas de 1 hora, "The Subject is Film Music". Também foi professor adjunto de música na University of Southern California, onde lecionou a partir de 1956.

Raksin é o único compositor de Hollywood a ter sido agraciado com a Comenda Elizabeth Sprague Coolidge Commission, da Biblioteca do Congresso dos EUA (já a haviam anteriormente recebido Igor Stravinsky, Arnold Schoenberg, Bela Bartok, Maurice Ravel e Aaron Copland). Na ocasião, Raksin regeu Oedipus Memneitai, concerto para barítono, coral de 6 vozes e orquestra de câmara, com texto do compositor. Raksin também foi presidente da Society for the Preservation of Film Music (1992-1995), e recebeu da entidade o prêmio pelo Conjunto de sua Obra em 1985. Em  1995, foi eleito para a presidência da ASCAP.

Filmografia de David Raksin, cortesia de Internet Movie Database.

Jorge Saldanha