Sci Files
www.scoretrack.net


SINAIS E PRESSÁGIOS (PRIMEIRA TEMPORADA)

A criação de J. Michael Straczinski, logo no inicio, já mostrava muito do seu potencial. Mesmo a imitação Jornada nas Estrelas: Deep Space Nine não conseguiu superá-la. No piloto "The Gathering" somos apresentados à Babylon 5 (B5), a mais recente de uma série de estações espaciais criadas para sediar discussões diplomáticas entre os humanos e as principais raças alienígenas. Vemos que existe um antigo ódio entre duas delas, narns e centauris, e que a República Centauri está em decadência. Os narns são uma das raças sem telepatas e isso preocupa o embaixador Gkar, pois os coloca numa posição estratégica desfavorável. No piloto também é introduzido o mistério do que houve com o comandante da estação, Jeffrey Sinclair, na batalha final da guerra Terra/Minbari, quando os alienígenas, prestes a destruir por completo a raça humana, subitamente se rendem. É estabelecida uma relação entre Sinclair e a embaixadora minbari Dellen, que poderá estar ligada ao desfecho da guerra. Os vorlons são a raça mais antiga e poderosa das que estão representadas em B5. A tentativa do assassinato do embaixador kosh quase resulta na destruição da estação. 

Ao longo da  primeira temporada (intitulada "Signs and Portents") vemos narns e centauris num aumento de hostilidades, através das manobras e disputas de Gkar e Londo, o embaixador centauri. Ficamos conhecendo os assistentes de alguns embaixadores: Lennier (Dellen), Vir (Londo) e Na'toth (Gkar). Lennier foi educado num templo, e assim como Dellen ele pertence à casta Religiosa (as outras castas minbaris são a Trabalhadora e a Guerreira). Ambos adotam uma postura mais religiosa, espiritual, porém Dellen mantém em segredo que é membro do Conselho Cinza, nele possuindo o titulo de “Satai” - que equivale ao de primeiro-ministro. Vir veio da corte centauri, o que lhe dá uma postura mais aristocrática, ele vê que Londo tem muitos segredos a esconder. Na'toth tem uma postura guerreira, típica dos narns, e mesmo Gkar tem dificuldade em conter a fúria dela. Muitos integrantes da família de Na'toth foram mortos por Deathwalker, um genocida da espécie dilgar. 30 anos antes da entrada em operação de Babylon 5 (2257), os dilgar invadiram vários mundos, e eram liderados por Deathwalker. Uma aliança foi formada para combatê-los, e os dilgar foram exterminados. Em 2258 ocorre uma crise diplomática, quando se descobre que o clã guerreiro dos minbaris asilou secretamente Deathwalker. 

Vemos que os Psicorps (organização de telepatas subordinados ao governo da Terra) aparentemente está assumindo posições-chave secretamente, para no futuro tentar um golpe de estado. As tensões entre a Terra e sua colônia de Marte também crescem, e vemos que na Terra existe um movimento anti-Marte, além de um movimento anti-alienígena infiltrado dentro do governo. Sinclair, ao enfrentar Bester (o mais poderoso agente Psicorp) e integrantes importantes do governo, faz inimigos poderosos. Inclusive Bester tenta uma manobra suja para depor Sinclair, mas é desmascarado. O mistério do que houve com Sinclair na Batalha da Linha (o final da guerra Terra/Minbari) envolve toda a temporada, que levará a revelações surpreendentes no futuro - como o fato de o destino de Sinclair estar ligado tanto à Babylon 4 (a antecessora de B5, que desaparecera misteriosamente e reaparece no episódio "Babylon Squared"), como a Valen (o maior líder minbari que já existiu) e os vorlons.  

A tenente Susan Ivanova é a segunda em comando, e tem uma postura forte ao enfrentar as dificuldades na estação. Com uma vida bem reservada, ela evita comentar seus problemas pessoais e familiares. Sua mãe era uma telepata que escondeu seus dons por mais de 30 anos, até ser descoberta pela Psicorps, que a forçou a usar drogas para inibir seus poderes, já que esta era sua única opção para continuar com a família. Isso lhe causou muita depressão, o que a levou a cometer suicidio. Este fato fez com que Ivanova passasse a odiar a Psicorps, o que ocasionalmente a faz entrar em atrito com Thalia Winters, a telepata da Psicorps designada para Babylon 5. 

O chefe de segurança Michael Garibaldi é amigo de Sinclair, e está tentando ajudar a resolver o mistério de seu desaparecimento na Batalha da Linha. É insinuado que garibaldi tem problemas com álcool. Vemos que já trabalhou em Marte, e que não gosta das políticas anti-Marte. Tem um bom faro pra pressentir os problemas, que com certeza acontecem. Inclusive ele salva o presidente da Terra, Santiago, de um complô que havia para assassiná-lo. 

O doutor Franklin, o médico-chefe,  tenta curar seus pacientes a qualquer custo, e raramente cria problemas na estação. Ele tenta lidar com os aliens através dos valores humanos, mas isso nem sempre funciona. Quando os misteriosos Shadows chegam na estação secretamente através de seu representante Morden (um humano), Dellen e Kosh são os únicos que os percebem. Mas mesmo eles não viram a aproximação que fizeram com o embaixador Londo Mollari, que resultará em trágicas conseqüências para a galáxia. O fato de Dellen ter se recusado, diante do Conselho Cinza, a se tornar a líder dos minbari, também trará consequências nada boas para os minbaris e a galáxia. É revelado que Dellen havia sido enviada para observar os humanos, numa profecia que está ligada a Valen e Sinclair. 

A temporada termina de forma explosiva com Garibaldi sendo traído por um de seus subordinados, o presidente Santiago é morto, e Dellen inicia uma transformação física através de um antigo artefato minbari. Os Shadows continuam sua aproximação para trazer os centauris para o seu lado. Na segunda temporada surgirão várias novidades, como o capitão Sheridan, que chega a B5 para substituir Sinclair, a guerra narn/centauri e os Rangers, entre outras.

Guilherme da Costa Radin

VOLTAR PARA SCI FILES