Sci Files
www.scoretrack.net


Unidos para Salvar o Mundo

Os Heróis na primeira temporada

Peter Petrelli, o mais poderoso

As belas de Heroes: Claire e Niki

Hiro Nakamura: ele é o cara

Em 2006 estreou nos Estados Unidos, pela rede NBC, a série sci fi Heroes, de Tim Kring (o mesmo criador de Crossing Jordan). Na sua concepção foram misturados elementos dos gibis X-Men e Watchmen, mas foi a jornada dos personagens descobrindo seus poderes que tornou a série um fenômeno de audiência. Os personagens principais são:

Mohinder Suresh - geneticista indiano interpretado por Sendhil Ramamurthy, é uma espécie de Professor Charles Xavier de X-Men. Ele retomou o trabalho do seu pai, que se descobre posteriormente, foi assassinado pelo vilão Sylar. 

Claire Bennet- animadora de torcida texana interpretada por Hayden Panettiere, tem o fator de cura como Wolverine. 

Nathan Petrelli - candidato ao congresso americano, interpretado por Adrian Pasdar. Pode voar como o Anjo dos X-Men, mas sem asas.

Peter Petrelli - enfermeiro que vive em nova York, interpretado por Milo Ventimiglia. Tem o poder de reproduzir os poderes dos outros, como a Vampira dos X-Men. É irmão de Nathan.

Isaak Mendez - pintor e quadrinista, interpretado por Santiago Cabrera. Ele tem o poder de ver o futuro, como à vilã sina da revista X-Men, retratando-o em seus desenhos.

Matt Parkman - policial de Los Angeles que pode ler pensamentos, como a X-Men Jean Grey. É interpretado por Greg Grunberg, que já atuou nas séries Felicity e Alias.

Niki Sanders - uma stripper de Las Vegas, interpretada por Ali Larter, dos filmes Legalmente Loira, Premonição, O Império do Besteirol Contra-Ataca e Resident Evil: A Extinção. Sua personagem tem dupla personalidade como a mutante Jean Grey, que se transforma na Fênix Negra. Jessica é o lado sombrio e mais poderoso de Niki.

 DL Hawkins - é marido de Niki e foragido da polícia. Ele tem o poder de ficar intangível, como Kitty Pride dos X-Men. É interpretado por Leonard Roberts.

Micah - filho de Niki e DL, tem o poder de se comunicar com as máquinas, como o mutante Cifra da revista Novos Mutantes (um derivado dos X-Men). Interpretado pelo garoto Noah Gray-Cabey.

Noah Bennet - é o pai de Claire, e pertence a uma organização secreta que vigia os heróis, e até tem alguns sob o seu comando. Parece uma versão light do senador Kelly, que nos quadrinhos dos X-Men tentou registrar todos os mutantes. Interpretado por Jack coleman.

Hiro Nakamura - empregado de um escritório em Tóquio e fã de Jornada nas Estrelas, é interpretado por Masi Oka (trabalhou na ILM de George Lucas - inclusive nos efeitos especiais da nova trilogia de Star Wars). Tem o poder do teletransporte como o X-Men Norturno, e viaja no tempo como Rachel Summers. É o personagem mais adorado pelos fãs da série, provavelmente por ser um nerd como a maioria deles.

A primeira temporada basicamente girou em torno da ameaça de uma explosão nuclear, que irá destruir Nova York (uma trama típica dos quadrinhos), e foi Hiro quem descobriu esse perigo avisando aos outros heróis. A primeira metade da temporada estava fortemente centralizada na sub trama de salvar Claire do vilão Sylar (Zacharay Quinto), que tem o mesmo poder de Peter mas precisa matar para absorver o poder do outro mutante. Peter e Sylar são também os mutantes mais poderosos entre todos que já apareceram na série até então. A família Petrelli e o misterioso mafioso Linderman guardam muitas revelações para a série.

As inúmeras referências ao mundo dos quadrinhos não estão à toa na série, pois dela participam dois pesos pesados: O roteirista Jeph Loeb (que já esteve na HQ do Superman, e na série Smallville) e o artista Tim Sale, que desenhou HQs para a Marvel e a DC Comics. É Sale que fez as pinturas de  Isaac Mendez. Também é dele o gibi The 9th Wwonder, que contém as aventuras de Hiro.

CURIOSIDADES

  • A série foi acusada de plagiar Watchmen, e realmente a trama principal tem muitas semelhanças.

  • Um dos melhores episódios da temporada nos remete diretamente à HQ X-Men: Dias de um Futuro Esquecido (1981), onde um X-Men do futuro tenta mudar o passado.

  • É uma abordagem interessante fazer o público descobrir junto com os heróis quais são seus poderes. Isso permite criar boas surpresas, como quando se descobre que o poder de Peter Petrelli não era o que parecia.

  • A série teve diversas participações especiais nesta temporada: Malcolm Mcdowell (Laranja Mecânica e Jornada nas Estrelas: Generations), Eric Roberts (Doctor Who - telefilme de 1996), George Takei (o Sulu de Jornada nas Estrelas) e Christopher Eccleston (Doctor Who – primeira temporada da nova série). O grande Stan Lee (criador do universo Marvel) também fez uma ponta.

  • No Brasil, a serie já era um sucesso antes mesmo de sua estréia no Universal Channel, por causa dos downloads da internet.

  • Foi produzida a mini-série Heroes: Origens, que apresenta novos personagens. Nos EUA já está em exibições a segunda temporada da série.

  • A Panini esta negociando a publicação no Brasil da HQ The 9th Wonder, com as aventuras de hiro.

  • Esta série tem tirado uma grande fatia da audiência de Lost, que antes estava no topo mas agora tem sua posição ameaçada.

  • Há alguns anos foi exibida a série Mutant X, que também era sobre mutantes, mas ela não chegou a fazer um sucesso tão grande quanto Heroes - embora tenha durado cinco temporadas. Mutant X parecia uma cópia inferior de X-Men, enquanto que Heroes, apesar de usar o mesmo conceito, possui características e enredos superiores, estando no mesmo nível criativo de Watchmen.

Se a segunda temporada de Heroes repetir o sucesso da primeira, ainda teremos muitas aventuras desses heróis para assistirmos. A série é exibida no Brasil pelo canal pago Universal, e na TV aberta pela Rede Record. Sua primeira temporada também já saiu em DVD por aqui.

Guilherme da Costa Radin

VOLTAR PARA SCI FILES