Sci Files
www.scoretrack.net

Vs
Duelo Cinematográfico

Já faz algum tempo que os dois gigantes dos quadrinhos vêm adaptando suas obras para a televisão ou cinema, mas a Marvel está vencendo de levada essa briga, como mostra o trecho à seguir extraído do site Omelete: 

Mesmo com 20 anos de cinema a mais no currículo (e um estúdio cinematográfico, o da Warner, como empresa-irmã), a DC Comics não consegue superar a Marvel Comics nos lucros com as adaptações de seus heróis para as telonas. A análise é do blog Serve With Chips, que comparou as bilheterias dos filmes de super-heróis das duas editoras, nos últimos 30 anos, e descobriu que a Marvel ficou com 57% do mercado, contra 43% da DC.

A editora de Batman e Superman sai com uma vantagem grande: a análise começa com Superman – O Filme, de 1978, e passa pelas quadrilogias dos dois heróis nos anos 80 e 90. Só em 1998 chegam os filmes da Marvel, com Blade. Mas a diferença nos gráficos é gritante. Enquanto o maior sucesso da DC na telona foi o primeiro Batman (1989), de Tim Burton, com 251,2 milhões de dólares nos cinemas, a Marvel tem Homem-Aranha I e II entre os 20 filmes de maior sucesso na história do cinema – respectivamente 403,7 e 373,6 milhões. Sem contar que, quando a DC se dá mal, os números são de se enforcar. Steel, aquele filme com o Shaquille O'Neal de herói de metal, arrecadou míseros 1,7 milhões. O pior da Marvel, Elektra, conseguiu 24,4 milhões.

A Marvel vai ganhar ainda mais área no gráfico este ano, em que a DC não tem absolutamente nada programado para os cinemas – contra Motoqueiro Fantasma, Quarteto Fantástico 2 e Homem-Aranha 3. A competição nas telonas só volta ano que vem, com o segundo Batman, The Dark Knight. O gráfico elaborado pelo blog assemelha-se aos índices de vendas de quadrinhos: dividindo o mercado de HQs entre Marvel e DC, você vê uma vantagem pequena mas considerável da primeira sobre a segunda. Quando é que a DC vai reagir?

Respondendo à pergunta acima, a DC Comics e a Warner poderiam reagir de várias formas, inspirando-se no que tem sido feito nos gibis e na TV. Como por exemplo, com um crossover de Superman e Batman enfrentando Lex Luthor e Coringa. O excelente episódio de Batman: A Série Animada poderia ser adaptado, e no elenco seriam utilizados os atores de Superman - O Retorno e Batman Begins. A direção poderia ficar com Brian Synger ou Christopher Nolan,que já mostraram sua competência na transposição de quadrinhos para o cinema.

Falta até hoje um filme sobre a Liga da Justiça (a adaptação televisiva de 1997 foi um fiasco), nele os super-heróis eles poderiam enfrentar um vilão de peso como Darkside, e também poderiam utilizar os mesmos membros do atual desenho da Liga, que está fazendo muito sucesso. Inclusive, episódios deste desenho poderiam ser adaptados para o cinema, como o excelente arco contido em “Nos Tempos de Savage”.

Super-Heróis da Marvel e da DC se enfrentam: se nos gibis a luta é parelha, nas telas os da Marvel ganham de goleada

Personagens da DC como Mulher-Maravilha e Flash foram adaptados para as telinhas, mas continuam virgens no cinema. Recentemente, eles fizeram a loucura de cancelar o projeto de um longa metragem sobre o Flash, mas sabe-se que isto ocorreu para Mulher Gato sair do papel. Considero que a personagem tem muito potencial, mas foi muito mal adaptada para os cinemas. O filme parecia algo saído de uma realidade alternativa, daquelas do tempo anterior à obra “Crise nas Infinitas Terras”. Um longa metragem adequado sobre a Mulher Gato poderia começar mostrando-a como uma ladra e os fatos que a levaram a isso (para não descaracterizar a personagem), e durante o filme ela combateria alguma ameaça em Gotham City. Nas obras do Homem Morcego dos anos 1990, ela se tornou uma espécie de heroína ladra, ou seja, ela continua com seus furtos mas de vez em quando ajuda o morcegão a enfrentar ameaças. Batman e Robin,estariam fora da cidade em alguma missão, para justificar na trama o fato dela ter que salvar a cidade, ao invés da dupla dinâmica.

Uma obra sobre a Sociedade da Justiça da América poderia situar-se durante a Segunda Guerra Mundial, e ter um clima similar ao filme A Liga Extraordinária. Com o time de heróis que a dupla Warner/DC possui, eles poderiam facilmente encher os cinemas como a Marvel tem feito em parceria com a Fox e a Sony. Mas enquanto eles dormirem no ponto e só adaptarem Batman e Superman, a Marvel vai continuar ganhando este confronto de goelada.

Fonte: http://www.omelete.com.br/Conteudo.aspx?id=100003608&secao=cine

Guilherme da Costa Radin

VOLTAR PARA SCI FILES