Sci Files
www.scoretrack.net


DEEP SPACE NINE: O "VELHO OESTE" DE JORNADA NAS ESTRELAS

A tripulação da estação espacial Deep Space Nine,
comandada pelo Capitão Sisko (Avery Brooks, à frente)

A estação DS9

Os Fundadores

Em 1991, com o sucesso extraordinário que a Nova Geração (TNG) fazia, a Paramount decidiu fazer um novo spin-off de Jornada nas Estrelas, e convocou o produtor Rick Berman . Berman havia chamado Michael Piller para lhe ajudar na nova produção (ambos já haviam trabalhado antes na Nova Geração), e isto mostrou ser uma decisão acertada pois foi idéia de Piller transpor a ação para uma estação espacial alienígena, criar personagens não-federados para haver conflitos (uma das regras criadas por Gene Roddenberry era que os personagens federados não podiam entrar em conflitos entre eles), e também trouxe os alienígenas cardassianos, ferenguis, bejorianos e trills (espécie simbionte) para a série.

Os personagens não-federados muito contribuíram para o sucesso da série Star Trek: Deep Space Nine (DS9, que estreou em 1993 nos Estados Unidos, sendo exibida em syndication), pois: Odo (Rene Auberjonois) é um transmorfo que já foi chefe de segurança na época da opressão cardassiana, Kira (Nana Visitor) já foi uma terrorista que enfrentava os cardassianos, Quark (Armin Shimerman) é um ferengui tranbiqueiro dono de um bar, que vive se metendo em confusão, Garak (Andrew Robinson) é o cardassiano alfaite que ficou na estação após a retirada cardassiana (ao longo da série descobre-se que ele é mais do que aparenta ser) e Dukat (Marc Alaimo), que já foi o comandante, trará muitos problemas ao comandante Sisko (Avery Brooks).

Sisko é um capitão atípico no que diz respeito a Jornada nas Estrelas: a esposa morre no ataque borg em wolf 359, e ele passa a criar seu filho sozinho. Os bajorianos consideram-no o emissário enviado pelos profetas e, mesmo a contra gosto, ele acaba assumindo o papel de emissário. Outro diferencial é o fato dele ter projetado a nave Defiant, de classe construída para enfrentar os borgs.

As duas primeiras temporadas foram relativamente fracas, tendo como eixo central as discórdias entre bajorianos e cardassianos, mas tudo muda no episódio que encerra o segundo ano, “The Jem' Hadar”, em que é introduzida a ameaça do Dominion, um governo galáctico que oprime o quadrante gama. As naves jem' hadares são tão poderosas que destroem facilmente uma nave federada classe Galaxy (a mesma da Enterprise-D), até então a elite da frota estelar.

O Dominion é controlado pelos transmorfos (a espécie do Odo), tem como seus diplomatas os vortas, e os jem' hadares são seus soldados, que foram criados geneticamente. Eles demonstram ser bem habilidosos, pois esmagam o Tal' Shiar (romulano) e a Ordem Obssidiana (cardassiana) facilmente, depois colocam o império klingon em guerra contra a Federação e os cardassianos. Mais tarde eles firmam tratados com os tholianos, breens e romulanos, além do fato de Cardassia ser a primeira potência a aderir ao dominion.

Essa estratégia enfraqueceu todas as potências dos quadrantes alfa e beta, sendo que no final do quinto ano, somente a Federação se opõe ao Dominion. Um dos personagens mais interessantes da série é Jadzia Dax (Terry Farrell ), uma trill amiga de Sisko que tem boas relações com os klingons, inclusive Dax e seu hospedeiro anterior ajudaram a fechar o tratado de Khitomer entre a Federação e os klingons. Ela propiciou diversos grandes momentos no programa, como quando ajudou velhos amigos klingons (personagens da Série Original) a realizarem uma vingança, ou quando foi a Risa com seu namorado eco-terrorista de fim de semana.

Muitos consideram “Improbable Cause” e “ The Die is Cast” como os melhores episódios de DS9. Realmente as tramas são ótimas, e a última mostra como o Dominion é ardiloso e eficiente, mas considero “The Way of the Warrior” como o melhor - após os klingons terem amolecido na Nova Geração, aqui eles voltaram a ser retratados como guerreiros de verdade. Também vemos o Dominion dando mais um passo para enfraquecer seus inimigos, numa batalha espacial digna de Babylon 5 ou Star Wars.

A entrada da nave Defiant também deu mais agilidade às tramas, já que a tripulação não precisaria esperar os problemas irem até eles. As aventuras de DS9 ocorrem entre 2369 e 75, e acho que o próximo filme de Jornada nas Estrelas deveria ser sobre essa tripulação, devido aos dois últimos fiascos patrocinados por Rick Berman (o pior vilão de Star Trek), que tiveram como protagonistas a tripulação da TNG. Jornada nas Estrelas: Deep Space Nine é exibida no Brasil pelo canal pago Universal.

Guilherme da Costa Radin

VOLTAR PARA SCI FILES