Sci Files
www.scoretrack.net

Vilões Sci Fi e dos Quadrinhos

O Coringa (Heath Ledger) inferniza o Batman

Khan (Ricardo Moltalban) é o inimigo mortal do Capitão Kirk

O Mestre (John Simm), um vilão à altura do Doutor

O Canceroso (William B. Davies), sempre no caminho de Mulder e Scully

Vader (David Prowse/James Earl Jones/Hayden Christensen), o maior de todos

Embora todos gostem dos heróis, os vilões exercem um enorme fascínio junto ao público. De uma galeria quase infindável, vamos destacar alguns dos que mais incomodaram os heróis da ficção científica e dos quadrinhos.

Recentemente, Heath Ledger arrebatou multidões com sua interpretação do Coringa em Batman - O Cavaleiro das Trevas (2008). O mesmo ocorreu anteriormente com a interpretação de Jack Nicholson do mesmo personagem em Batman (1989), e podemos dizer com segurança que o sucesso de ambos deve-se em boa parte ao vilão que o Homem-Morcego enfrenta. Nos quadrinhos o Coringa também não faz feio, já que deixou paralítica a Batgirl original (Barbara Gordon) e matou o segundo Robin (Jason Todd).

 
Em Jornada nas Estrelas II - A Ira de Khan (1982), o humano alterado geneticamente que provocou as Guerras Eugênicas, Khan Noonien Sing (Ricardo Montalban), utiliza os métodos mais implacáveis para destruir James Kirk. Em Jornada nas Estrelas VI - A Terra Desconhecida (1991), o general Chang (Christopher Plummer) rouba a cena, tentando impedir as negociações de paz entre a Federação e o Império Klingon. Os borgs são de longe os vilões mais temíveis surgidos em Jornada nas Estrelas, pois a cada nave ou planeta assimilado eles ficavam mais fortes. Picard e Janeway foram os únicos a enfrentar a Rainha Borg (Alice Krige), que comandava a coletividade. Já na famosa estação espacial 9 de Deep Space 9, foram os fundadores do Dominion que tiraram o sono da Federação, klingons, romulanos e cardassianos. Gul Dukat também é um vilão de destaque em DS9, pois ora estava contra os maquis, ora aliado à Federação. Por algum tempo esteve contra o Dominion e contra o Império klingon, mas se aliou ao Dominion contra a Federação e, novamente, os klingons.
 
Em Babylon 5, Londo Mollari (Peter Jurasik) foi um personagem similar ao de Dukat, já que inicialmente estava do lado dos shadows, mas depois que descobre a verdadeira natureza dessas criaturas, vira-se contra elas. Londo acaba tendo um triste destino, já que assume como Imperador de Centauri Prime sob o controle dos drakhs, antigos seguidores dos shadows. 
 
Na série Stargate SG-1 todos os goa'ulds temiam o parcialmente ascendido Anúbis. Mesmo todos os Senhores dos Sistemas reunidos não podiam contra ele. Outro goa'uld que deu muito trabalho à equipe foi Ba'al (Cliff Simon). Ba'al fez a linha do vilão "sádico mas malvado", e parece ter encontrado seu fim no filme lançado direto em DVD Stargate - Linha do Tempo. Os replicadores eram inimigos ainda mais terríveis, já que enfrentaram os asgards e os go'aulds liderados por Anúbis e Ba'al. Em Stargate Atlantis os Espectros, por terem a capacidade de sugar a energia vital, causaram muito terror na galáxia de Pegasus. Como se não bastasse, a equipe SGA também teve que enfrentar outra espécie de replicadores, criada pelos Antigos.
 
A cultuada série Doctor Who criou uma galeria de vilões memoráveis, entre eles raças cibernéticas que são as precursoras de borgs e replicadores: os daleks e os cybermen. Como os que vimos posteriormente em Jornada nas Estrelas e Stargate, estes inimigos do Time Lord são seres cibernéticos com componentes orgânicos ou com formas humanóides, e conquistam através da assimilação. Outro grande vilão da série é o Mestre, que assim como o Doutor é um Time Lord, mas que usa seu gênio científico para tentar dominar o universo. Como o próprio Doutor, diferentes atores deram vida ao Mestre na série original, e na nova versão ele surgiu primeiramente na interpretação de Sir Derek Jacoby, e após a regeneração através do ator John Simm.

 

O Lex Luthor de Gene Hackman (filmes clássicos do Superman) e Michael Rosembaum (Smallville) muito atrapalhou o Homem de Aço, e também conquistou o público.
 
Em Battlestar Galactica os cilônios destruíram uma civilização, e perseguiram implacavelmente os sobreviventes liderados por Adama, que tentava salvar o que restou da humanidade das 12 Colônias.
 
Na série Buffy, A Caça-Vampiros, os vilões Angelus (David Boreanaz) e Spike (James Marsters) se destacaram. Angel surgiu como um vampiro aliado de Buffy, mas com a maldição dos ciganos (que lhe deram uma alma) temporariamente desfeita, ele volta a se tornar o vampiro maligno Angelus, que aterrorizou a Europa por mais de 100 anos e tenta destruir a caçadora juntamente com Spike e Drusilla (Juliet Landau). Na terceira temporada ele retorna como o herói Angel, depois de sua alma ser recolocada por Willow. Angel, na sua própria série de TV, passa a combater o mal na cidade de Los Angeles. Por sua vez Spike, que começou como um vilão terrível que já havia matado duas caça-vampiros, se redime ao longo das temporadas e torna-se um novo aliado de Buffy. Angel e Spike tiveram um relacionamento amoroso com Buffy, em ocasiões diferentes. Mesmo antes de ter uma alma, Spike desenvolveu sentimentos pela caçadora. Com o fim da série Buffy na sétima temporada, Spike aliou-se a Angel, na última temporada da sua série.
 
Em Arquivo X, o Canceroso (William B. Davies) e Alex Krycek (Nicholas Lea) não davam trégua aos heróis Mulder e Scully, que a todo custo tentavam desvendar a conspiração alienígena. Inclusive foi insinuado que o Canceroso seria o pai verdadeiro de Mulder, o que coloca o nosso herói na mesma posição de Luke Skywalker (Star Wars Episódio V - O Império Contra-Ataca).
 
Dos vilões da TV, talvez o mais lembrado e querido seja o Dr. Smith (Jonathan Harris) da clássica série Perdidos no Espaço. No início Smith era um agente duplo com a missão de sabotar o Júpiter II, mas acaba ficando preso na nave e se perde no espaço com a família Robinson. Ao longo da série, de um legítimo vilão o personagem acabou se transformando num covarde trapalhão, sempre metendo-se em encrencas juntamente com o Robô e o garoto Will Robinson. Na versão para o cinema de 1998, Smith foi interpretado por Gary Oldman, numa interpretação mais sombria que lembrava o vilão na primeira temporada da série.
 
Entre todos os vilões da galeria de quadrinhos do Homem-Aranha, o Duende Verde se destaca por ter causado a morte de Gwen Stacy, e o inferno que Peter Parker passou na “Saga do Clone”. Interpretado por Willem Dafoe, o Duende conquistou o público no filme de 2002.
 
Christopher Lee, que ganhou fama interpretando o vampiro Drácula nos filmes clássicos da Hammer, agradou as novas gerações ao personificar de forma brilhante Darth Tyranus e Saruman, respectivamente nas trilogias Star Wars e O Senhor dos Anéis. Ian McKellen também teve uma ótima aceitação como o vilão Magneto na trilogia X-Men, além do mago herói Gandalf na trilogia O Senhor dos Anéis.
 
Numa galeria de vilões não poderia faltar Darth Sidious/Imperador Palpatine (Ian McDiarmid) de Star Wars, que fingindo ser um senador de Naboo, preparou o bloqueio da Federação de Comércio ao planeta, como manobra para desacreditar o Supremo Chanceler Valorum e tomar o seu lugar. Converte o Mestre Jedi Conde Dooku no Lorde Sith Darth Tyranus, que cria um exercito de clones e um movimento separatista que desencadeia a Guerra dos Clones, que destruirá a República. Durante o processo ele se livra de seu aprendiz, e converte o herói Jedi Anakin Skywalker no Lorde Darth Vader. Cria a Estrela da Morte, ataca a Aliança Rebelde, joga Darth Vader contra seu filho Luke Skywalker, e monta uma armadilha em Endor para esmagar a rebelião.
 
Mas o vilão que até hoje tem maior aceitação e fascínio do publico também vem de Star Wars - o Lorde Sith, Darth Vader - que exterminou a Ordem Jedi, tentou destruir seu ex-mestre em Mustafar, torturou a própria filha, decepou a mão do filho em Bespin, congelou o herói Han Solo em carbonita, entregando-o ao caçador de recompensas Boba Fett, e em Endor tentou novamente converter Luke Skywalker ao lado negro da Força para destruir o Imperador. Vader surpreende o público, tanto no momento em que revela ser o pai de Luke, como quando salva seu filho do Imperador. O Imperador usou o amor de Anakin Skywalker por sua esposa Padmé para atraí-lo ao lado negro, mas foi o amor dele pelo filho, e a lembrança de sua ex-esposa, que o tiraram de lá. Ele sacrifica sua própria existência para impedir a morte do filho. A dualidade de Darth Vader nos coloca em xeque sobre o que é o Bem e o Mal. O maior herói da Ordem Jedi se tornou o maior carrasco da Ordem, durante o expurgo Jedi, mas anos depois também ele se torna o salvador da galáxia, ao trair seu mestre Palpatine. O maior dos vilões também é o maior dos heróis.

Guilherme da Costa Radin

VOLTAR PARA SCI FILES