ESPÍRITOS: A MORTE ESTÁ AO SEU LADO (Shutter, Tailândia, 2004)
Gênero: Terror
Duração: 97 min.
Elenco: Ananda Everingham, Natthaweeranuch Thongmee, Achita Sikamana, Unnop Chanpaibool, Chachchaya Chalemphol, Samruay Jaratjaroonpong, Abhijati 'Meuk' Jusakul, Binn Kitchacho
Roteiristas: Banjong Pisanthanakun, Sopon Sukdapisit, Parkpoom Wongpoom
Compositor: Chartchai Pongprapapan
Diretor: Banjong Pisanthanakun, Parkpoom Wongpoom

É de arrepiar

Exemplar tailandês da atual safra de terror asiático cumpre com louvor sua missão de assustar e divertir a platéia

Não tenho do que reclamar dessa onda de produções de terror vindas da Ásia. Estou me divertindo - e me assustando - bastante, além de estar também aprendendo um pouco mais sobre diferentes culturas. ESPÍRITOS - A MORTE ESTÁ AO SEU LADO (2004), produção tailandesa de dois diretores de nome esquisito, é a bola da vez. Para um filão que parece estar perdendo o fôlego devido às várias cópias, continuações e remakes, esse filme se saiu muito bem. A história é bem mais simples que a de O CHAMADO e bem mais assustadora que a de O GRITO.

Na trama, jovem casal atropela acidentalmente uma garota na estrada. Desesperados com a situação, eles fogem do local do acidente. Aos poucos, coisas estranhas passam a acontecer com eles, a começar pelas fotografias que o rapaz tira. A maioria delas aparece com uma sombra por cima. E isso é apenas o começo de uma série de acontecimentos assustadores que o filme apresenta.

O barato de ESPÍRITOS é que arrumaram até tempo para uma cena de alívio cômico, que deve ter matado de inveja os roteiristas de TODO MUNDO EM PÂNICO. Refiro-me à cena em que o rapaz está no banheiro e vê que o seu papel higiênico acabou. Ele pede, então, o papel à pessoa que está no sanitário vizinho. É uma cena de arrancar gargalhadas, mas essa é uma das poucas, se não a única, em que existe algum humor. O filme aborda um assunto bastante sério e arrepiante, que é o do "encosto", do espírito que fica grudado na pessoa. Imagina você acordar de madrugada (perto das três horas, ainda por cima) e ver que alguém está puxando o seu cobertor. Ninguém quer isso, não é verdade? Sem dúvida, minha cota de sustos e arrepios para o dia foi mais do que preenchida.

Cotação:
Ailton Monteiro
FILME EM DESTAQUE