Hans Zimmer 

O compositor Hans Zimmer atravessa a fase mais produtiva de sua carreira, tendo conquistado o cenário musical de Hollywood com sua habilidade em combinar sintetizadores e orquestra. Seus scores possuem grande popularidade entre a mais nova geração de fãs da música de cinema. Em 1999, foi indicado para dois Oscars: Melhor Partitura Original - Drama por Além da Linha Vermelha, e Melhor Partitura Original - Comédia por O Príncipe do Egito. Em 1994, o compositor criou o score do desenho de grande sucesso da Disney, O Rei Leão, cujo álbum, também contendo as canções de Elton John, vendeu mais de 12 milhões de cópias em todo o mundo. Por este trabalho, Zimmer recebeu o Oscar e o Globo de Ouro por Melhor Partitura Original, dois Grammys, o American Music Award pelo Melhor Álbum do Ano, e o Prêmio da Crítica de Chicago por Melhor Partitura. Zimmer também foi indicado ao Oscar pelas trilhas de Rain Man, The Preacher's Wife, Maré Vermelha,  Melhor é Impossível e foi mais uma vez o vencedor, em 2001, por Gladiador, pela qual já havia ganho o Globo de Ouro.

Nascido na Alemanha, Zimmer iniciou sua carreira compondo jingles, e reuniu-se com Trevor Horn e Geoff Downes no grupo  The Buggles para produzir o sucesso "Video Killed the Radio Star", e o álbum subseqüente The Age of Plastic. Após conhecer e trabalhar com o compositor de filmes Stanley Myers, Zimmer decidiu incorporar os estilos  eletrônico e clássico ao seu trabalho. Os dois músicos criaram o estúdio Lillie Yard em Londres e produziram partituras para vários filmes ingleses, incluindo o grande sucesso Minha Adorável Lavanderia. Em 1986, Zimmer fez o seu primeiro filme solo, Vardo, e colaborou com Ryuichi Sakamoto e David Byrne na trilha do premiado épico O Último Imperador. Em seguida voltou a reunir-se com Stanley Myers para a trilha de Nature and the Beast. Para a Vestron, compôs a música para o filme de Faye Dunaway e Klaus Maria Brandauer, Burning Secret. O momento decisivo na carreira de Zimmer veio logo após ter composto a música para um filme de baixo orçamento sobre a África do Sul, chamado A World Apart. Como resultado daquele trabalho, compôs o score indicado ao Oscar do filme que levou o prêmio de Melhor Filme de 1988, Rain Man, estrelado por Dustin Hoffman e Tom Cruise. A partir daí seguiram-se vários trabalhos em filmes como Chuva Negra, Conduzindo Miss Daisy, Dias de Trovão e Morando com o Perigo, este dirigido pelo premiado diretor John Schlesinger.

De 1991 a 1993, Zimmer compôs as trilhas de Green Card (Peter Weir), Thelma & Louise (Ridley Scott), Cortina de Fogo (Ron Howard), Radio Flyer (Richard Donner) e K-2. A partir daí compôs as canções e a música para o drama do diretor John Avildsen O Poder de Um Jovem, e mais tarde colaborou com a diretora Penny Marshall em Uma Liga Muito Especial, com Barry Levinson em A Revolta dos Brinquedos, e Tony Scott em Um Amor À Prova de Balas. Também compôs as trilhas para o sucesso da Disney Cool Runnings, A Casa dos Espíritos (Billie August), Zona Mortal (John Badham,com Wesley Snipes), Maré Vermelha (mais uma vez dirigido por Tony Scott, estrelando Gene Hackman e Denzel Washington), Nove Meses (Chris Columbus) e Something To Talk About, com Julia Roberts. Os trabalhos recentes de Zimmer também incluem A Última Ameaça (John Woo), Muppet Treasure Island, The Preacher's Wife (Penny Marshall), O Fã (com Robert DeNiro e Wesley Snipes), Além da Linha Vermelha (Terrence Malick), os desenhos animados da DreamWorks O Príncipe do Egito A Caminho do Eldorado, Gladiador (Ridley Scott) e Missão Impossível II (John Woo). Os últimos scores de Zimmer que chegaram ás telas foram Hannibal, a continuação de O Silêncio dos Inocentes dirigida por Ridley Scott, Pearl Harbor, de Michael Bay, e Black Hawk Down, também de Ridley Scott. Atualmente, Hans Zimmer é o diretor musical da DreamWorks e dirige a empresa Media Ventures, incubadora de compositores que revelou os talentos de, entre outros, John Powell, Klaus Badelt,  Jeff Rona,  Jay Rifkin,  Harry Gregson-Williams e  Gavin Greenaway. Da Media Ventures também saíram os ex-colaboradores de Zimmer, Mark Mancina e Trevor Rabin.

Filmografia de Hans Zimmer, cortesia de Internet Movie Database.

Jorge Saldanha